Jader Barbalho - Jader Barbalho (MDB) tomou posse para seu 3º mandato no Senado Federal Cheap Doxycycline For Dogs Where Can I Buy Phenergan For Babies Roche Xenical 120 Buy Order Cs Com Viagra Can I Buy Viagra Direct From Pfizer

Categorias

Mais Lidas

Jader Barbalho (MDB) tomou posse para seu 3º mandato no Senado Federal

O senador Jader Barbalho (MDB) tomou posse ontem dia 01.02.2019 para seu 3º mandato no Senado Federal. Eleito em 7 de outubro de 2018 com 1.383.306, o senador paraense consagra-se como o político com o maior número de mandatos no mesmo partido representando o povo paraense. Sua carreira política começou em 1967 como vereador em Belém, eleito pelo mesmo MDB, onde se mantém até hoje. Ontem, ao confirmar seu compromisso de trabalhar nos próximos oito anos em favor do Pará, Jader Barbalho disse sim à proposta de desenvolvimento e de mudanças escrita no programa de governo do governador Helder Barbalho. “Trabalharei todos os dias para ajudar o governador a fazer as mudanças necessárias e aguardadas pela nossa população”, disse o senador ao tomar posse.

Os 54 senadores eleitos em outubro passado tomaram posse no Plenário do Senado acompanhados por amigos e familiares. Eles representam dois terços da composição da Casa e terão oito anos de mandato.

JURAMENTO

O juramento de posse foi lido em Plenário pelo senador Jaques Wagner (PT-BA). Ele é o parlamentar mais idoso eleito pela Bahia, o primeiro estado criado no Brasil.

“Prometo guardar a Constituição federal e as leis do país, desempenhar fiel e lealmente o mandato de senador que o povo me conferiu e sustentar a União, a integridade e a independência do Brasil” declarou Jaques Wagner.

Em seguida, conforme chamada nominal, os demais senadores eleitos foram chamados a prestar o juramento e a repetirem, um a um: “Assim o prometo”. Logo após a afirmação do compromisso feito por Jader Barbalho, foi a vez do novo representante do Pará fazer seu juramento. Zequinha Marinho (PSC), além de confirmar a promessa de guardar a Constituição, também agradeceu à população do Estado que confiou em sua proposta de trabalho.

CASA CHEIA

Segundo informações do Senado, cerca de 2.700 pessoas foram convidadas para a cerimônia de posse. Além de familiares e convidados dos novos senadores, autoridades dos três Poderes acompanharam a cerimônia no Plenário. Entre elas, os ministros Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e Bento Albuquerque (Minas e Energia); o governador João Dória (São Paulo); o ministro Vital do Rego, do Tribunal de Contas da União; os ex-senadores Mauro Benevides e Rodrigo Rollemberg; o ex-governador Ciro Gomes (Ceará); e o ex-prefeito Gilberto Kassab (São Paulo).

RUMO AO DESENVOLVIMENTO

Em seu terceiro mandato no Senado, o paraense Jader é conhecido como uma das mais fortes lideranças políticas nacionais. Desde sua última eleição, em outubro do ano passado, sacramentou sua proposta de estar ao lado do governador Helder Barbalho para trabalhar em prol de um projeto maior que coloque o Estado do Pará no rumo do desenvolvimento.

“Temos nesses próximos anos a oportunidade única de fazermos um trabalho que valorize nossas riquezas, que faça justiça ao que o Pará produz, que transforme o que exportamos para fora do Brasil em melhorias significativas para nossa população. E esse será meu foco no Senado Federal. Vou trabalhar para que o Estado do Pará seja respeitado da maneira que merece ser por sua grandeza e importância no cenário econômico nacional”, explicou.

Ontem, ao ser cumprimentado por amigos e colegas do Congresso Nacional, o senador também ressaltou a necessidade de se trabalhar nos próximos anos “com serenidade e determinação para ajudar o Brasil a recuperar a confiança necessária junto aos mercados internacionais”.

PERFIL

Jader Fontenelle Barbalho nasceu em Belém no dia 27 de outubro de 1944. É formado em direito e pai de quatro filhos. Foi eleito vereador pelo MDB em 1967, depois exerceu um mandato como deputado estadual e um mandato como deputado federal. Em 1982 foi eleito governador do Pará. Em 1987, foi nomeado ministro da Reforma e do Desenvolvimento Agrário, no governo do então presidente da República, José Sarney. No ano seguinte assumiu o Ministério da Previdência e Assistência Social. Em 1991, foi eleito novamente governador.

Em 1995 elegeu-se senador pela primeira vez, foi líder da bancada do PMDB e, em fevereiro de 2001, eleito para presidir o Congresso. Em 2002 ganhou a eleição para deputado federal com reeleição em 2006. Retornou ao Senado em 2011.

Seus suplentes são o ex-vice-governador do estado Helenilson Pontes (PSD) e o deputado estadual João Chamon (MDB).